Ads 468x60px

Link list 2

AddThis

6 de setembro de 2014

7

História de Cody - Final Fight


Hey,meu nome é +Italo Eneias  e hoje não estou trazendo um conflito, mas estou trazendo o quadro mais querido do blog! História dos Personagens! Já falamos do grandão de Metro City, Mike Haggar.
Então falta falar do lendário Cody, afinal, ele merece, ele pegou a filha do Haggar né! Se quiser saber mais, clique em CONTINUE LENDO e vamos conhecer tudo sobre Cody.



História
Cody estreou no jogo Final Fight, lançado originalmente para plataforma árcade, e logo após, para o nosso querido Super Nintendo o/ a história de Cody é contada um pouco em cada jogo, começando pelo seu jogo de estreia:
Final Fight
Neste jogo Cody é chamado por seu sogro, Mike Haggar, para resgatar Jéssica, sua namorada. Cody não recusou, afinal, ele já era um justiceiro junto de seu amigo Guy, enfrentar bandidos já estava no seu cotidiano e resgatar sua namorada era um motivo a mais, afinal, sempre depois de resgatar a mocinha tem uma recompensa e.e 
Acreditando que Jéssica foi sequestrada pelo traficante Damnd Trasher, o chefão do primeiro estágio, Cody vai até ele e é informado que Jéssica não esta naquele castelo, não, perai?! 
Qualquer semelhança é mera coincidência
Depois de derrota-lo, Cody consegue a pista através de onde a Jéssica possivelmente poderia estar, e Cody vai seguindo-as, até se deparar com Edi.E.
 Edi.E. é um policial corrupto aliado a Mad Gear e odeia Cody por ele fazer justiça com as próprias mãos, sem a autorização da policia.
Agora por favor, me deem uma explicação, o que diabos um policial corrupto pode falar de um justiceiro? Sério, não entendi essa parte O.o


Mudando de assunto, já que esse não tem sentido algum: Edi, como é um "vacilaum", luta armado e mesmo assim, Cody o derrota.
Continuando a jornada em busca de sua mina, Cody e Guy se deparam com Abgail e mesmo os dois lutando juntos, apanham para o grandão. Tendo Haggar que derrota-lo. 

Através do grandalhão eles descobrem aonde esta o líder da gangue, Belger, e os três vão para lá. 
Esse é o risco de se apelar com voadeiras em Beat'Ups
Chegando lá, encontram Jéssica caída no chão e Belger ao lado dela, os três lutam contra ele, mas quem o derrota é Cody, que desfere um golpe em Belger o atirando da Janela e assim, o assassinando.
Depois disso, Cody vai embora sem dar nenhuma explicação, mas Jéssica o encontra e ocorre o seguinte dialogo:
 “Jessica: Onde você esta indo? Como pode simplesmente ir embora agora?
Cody: Eu quero ficar aqui com você Jessica, mas eu não posso... Não enquanto o mal ainda espreita nas ruas.
Jessica: Oh Cody...”

Neste momento aparece ela ficando na ponta do pé, provavelmente para beija-lo;

Final Fight 2
Apesar de não ter participado do elenco de personagens,  eles citam Cody no jogo.
Após os acontecimentos do primeiro jogo, com a Mad Gear derrotada e Belger morto, todos acreditam em um período de paz, então Cody aproveita para sair de férias com Jéssica (Acho que todos sabemos o que  foram fazer e.e), Guy vai iniciar seu treinamento no Japão e Mike Haggar finalmente irá governar uma cidade calma e pacífica (Isso até a esposa de Guy ser sequestrada) bom, não faz sentido falar muito sobre esse jogo que Cody não faz uma participação de fato em final fight 2, então borá para o próximo.

Final Fight Revenge
Este é um jogo de luta e foi lançado 10 anos após o primeiro, portanto, em ordem cronológica, é ambientado logo após os acontecimentos de Final Fight 2. Na verdade, ele  é um Spin-Off, então oficialmente não faz parte da história, maaaaaaas, o enredo se encaixa perfeitamente, então, que seja! Ta valendo.
Com a cidade em paz, poucos iriam desconfiar que ainda tinham sobrado alguns integrantes da Mad Gear (O que já eram pra ter desconfiado, já que foi a mesma coisa no Final Fight 2) e com a morte de seu líder, tentaram de tudo para levar Cody a cadeia.  
O que não era algo muito difícil, já que ele anda por ai batendo em todo mundo e fazendo justiça com as próprias mãos.
Quando voltam de férias, Jessica é raptada (parece mais a Peach ¬¬). E Cody vai à busca dela mais uma vez, só que desta vez sozinho, já que Haggar e Guy já tem seus próprios problemas com a Mad Gear.
Depois de muitas brigas, Cody se depara com Belger, mas desta vez parecia uma espécie de morto-vivo, um zombie. Mesmo derrotando Belger, Cody ainda estava triste pelo desaparecimento de Jessica, quando de repente Edi.E aparece na escuridão e surpreende Cody o derrubando no chão. Ele se espanta com tudo aquilo e pergunta o que esta acontecendo, enquanto grita o nome de Jessica, depois disso, Edi.E diz: “Será que o nosso herói nunca verá seu amor novamente?”
(Eu nunca gostei desse cara)
Cody só aparece novamente no final de Poison, onde já aparece Cody preso, e as seguintes palavras:
Moleza, mas não tanto...
-Com medo de cumprir pena Poison e seus amigos arquitetaram um plano pra culpar Cody de seus crimes.
"Ele nunca vai amar ninguém além de Jessica"
"A menos" -
O que se pode deduzir que Poison, tem sentimentos por Cody e se arrependendo de ter ajudado a Mad Gear, contou toda a verdade a policia no intuito de fazê-lo gostar mais dela, para ajudar a diminuir sua pena, na verdade tem várias teorias, outra é que seu amor por Cody que fez com que Poison trocasse de sexo, mas como foi dito, são apenas teorias (Cortar o “bilau” é uma grande prova de amor).
Street Fighter Alpha 3
A partir de agora a história de Cody é narrada na franquia Street Fighter, mostrando como está sua vida depois de preso.
O interessante, é que no começo do jogo, quando você escolhe Cody e começa a narrar sua história, dizem que o motivo de ter saído brigando nas ruas, foi o tédio, não citaram o desaparecimento de sua namorada Jéssica:
“Cody costumava ser o famoso herói que salvou Metro City Entediado com a vida pacifica, ele ficou lutando dia e noite até ir para cadeia. Um dia, ele conseguiu fugir da prisão. Agora, vagando por ai, ele busca algo para satisfaze-lo”Mas, na revista Secret Files da Capcom, número 21, onde a matéria principal era Street Fighter Alpha 3, explicava que Haggar salvou Jéssica e que ela rompeu seu namoro com Cody, pois ele foi preso por seu estilo irresponsável de briga de rua e que ela tinha decidido que iria estudar no exterior, na Europa. 
A revista nº 21 onde o assunto principal era Street Fighter Alpha 3
A personalidade de Cody também mudou muito desde que foi preso.
Antes Cody era muito imprudente, um homem que adorava as lutas e com um forte senso de justiça (que chegava até a superar seu amor por Jéssica), era um simples herói, uma pessoa otimista e que sempre queria o bem para seus amigos, sua namorada e para Metro City.
Depois Ele não tinha mais um objetivo, não era focado em ver a paz em Metro City, era uma pessoa sem rumo, não dava mais importância para nada, continuava adorando as lutas como sempre, vendo como melhor maneira de aliviar o tédio só não tinha mais aquela paixão pela paz que tinha quando era considerado um herói se tornando uma pessoa que só faz o que lhe der vontade. 
E como todo personagem no Street Fighter Alpha, antes de enfrentamos o Boss (M.Bison/Vega), temos de lutar contra nosso rival, que no caso, é o Guy.
Quando os dois se encontram, ocorre o seguinte diálogo:
“Guy: Eu não gosto de interferir na vida dos outros”.
Tudo deveria ser deixado como está, mas eu tenho que lhe perguntar uma coisa.
Cody...O QUE ACONTECEU COM VOCÊ?
Cody: Este estilo de vida é simplesmente quem sou. Você não consegue entender isso?
Ou será que você prefere ouvir a triste história de um ex-herói?
Guy: Isso é suficiente, agora, é hora de lutar
Cody: Há! “Eu esperava que você fosse dizer isso.”
Depois que a luta termina, ocorre mais um dialogo:
“Cody: E agora, este é o resultado”.
As coisas nunca mudam...
Guy: Eu não entendo porque você não pode fazer coisas boas com tal habilidade  
Cody: Por algum tempo, a minha vida foi pacifica, mas de qualquer maneira continuei lutando.
Ter dito: “Eu não posso viver em paz” seria uma desculpa fácil
Eu tinha minhas desculpas e não podia suportar viver de outra maneira
Guy: Onde você esta indo?
Cody: Para o submundo ou o paraíso
Não sei. Ninguém sabe... “    
Depois do dialogo ele vai ao encontro de Bison, o que é meio irônico, já que ele afirmou que não sabia para onde iria.
Quando Bison se depara com Cody, ele pergunta o que o ex herói de Metro City esta fazendo ali e faz uma proposta, se ele desejaria entrar para Shadaloo.
Cody faz piada e ainda diz que seu único desejo é chutar o traseiro de Bison, então eles ficam se provocando, até começar a luta.
Como é de costume, Bison é derrotado e... Não, pera, Pause! Eu sei que o assunto aqui é o Cody, mas por quantas pessoas o Bison já foi derrotado? Guile, Cammy, Ryu, Akuma, Cody e até o Mega Man! Eu digo que ele só merece respeito porque tinha a Cammy e as Dolls de escravas... Continuando, mesmo sendo derrotado ele mantém seu orgulho e diz que Cody o divertiu, então foge dizendo que ninguém pode derrota-lo, enquanto ele tiver o Psycho Power para ressuscita-lo.
“Há ha Você me divertiu, até que luta bem, Mas ninguém pode me vencer... Eu sou o lorde da Shadaloo, M.Bison! Eu não posso morrer, enquanto eu tiver o Psycho Power para me ressuscitar!”

Quando Bison foge Guy chega ao local e diz para Cody não deixar que Bison fuja e que os dois deveriam correr atrás dele para impedi-lo de continuar com suas maldades. 
Cody diz que não se importa mais com isso, que a emoção da luta já passou, isso não é mais de seu interesse. Então Guy corre para onde Bison poderia estar, dizendo estar decepcionado com Cody.
Chegando lá, ele se depara com as Dolls o impedindo de ir adiante, afirmando que iriam proteger Bison a qualquer custo. 
A imagem é mera ilustração, porque se a Cammy estivesse mesmo lá, a porrada iria rolar solta
Guy analisa que são muitos inimigos e ele tem pouco tempo para chegar até Bison, se não chegasse a tempo, Bison já poderia ter se recuperado e todo o plano seria um fracasso.
Neste momento Cody chega e derrota as Dolls, então Guy diz:
“Cody! É você! Eu sabia que você viria...Herói!”
Okay...O texto no inglês não soa tão gay, na verdade até faz sentido, mas ignorando isso, vamos continuar:
M.Bison, o "Invencivel" e "Imortal"
Chegando lá, Bison está dentro de uma máquina, uma espécie de cúpula. E enquanto ele fica se vangloriando por sua imortalidade, Cody corre e destrói a máquina e Bison junto dela.
Então diz:
“Bem. Acho que ser invencível não faz o seu estilo Ha Ha”
Depois, os dois ficam a sós, e Guy diz:
Você irá voltar para cidade? Deve haver alguns caras querendo te arrancar um pedaço...
Cody: Bem... O que eu deveria fazer? Acho que irei pensar sobre isso, agora é hora deu ir. Agora parece que vamos seguir nossos próprios caminhos... Foi muito divertido!
Guy: Estas são as nossas vidas... Nossos destinos. Até a próxima vez, meu amigo...
Cody ainda aparece na história de Rolento, mas somente para um pretexto comum, os dois se encontram, Rolento tenta provar sua superioridade, Cody ri de Rolento e começa a luta, apenas isso.

Street Fighter IV
Em Street Fighter IV podemos notar que Cody esta na prisão novamente, mesmo podendo fugir dela a qualquer momento.
E é isso que ele faz, no inicio aparece ele narrando sua própria história enquanto foge da prisão. Só então podemos perceber um dos motivos da sua tamanha mudança de personalidade.
Vemos que Cody guarda um pouco de ressentimento do mundo exterior, ele que lutou totalmente para o bem da cidade acabou parando na prisão, só queria o bem para todos e acabou ganhando a pior recompensa.
E pior, a cidade se tornou pacífica, sem medo, não queria violência, sem lutas, se tornou entediante aos olhos de Cody.
Depois de lembrar-se disso, podemos ver que Cody percebe que o mundo esta agitado, ao falar: “Parece que estamos em uma reunião. Talvez isso não seja tão chato no final das contas”
Depois disso, Cody vai atrás da S.I.N- Ela é uma organização de distribuição de armas criada dentro da Shadaloo, seu líder é Seth, e no caminho para lá ele encontra com Guy.
Mais um chefe de Street Fighter
que nunca ouviu falar em roupa
Guy quer saber o porque de Cody ir para lá, provavelmente estava na esperança de Cody estar voltando a ser um herói, mas ele responde:
“Olha, eu não preciso de uma razão para isso”
Guy tenta convencer Cody de que é perigoso demais, que os dois deveriam ir juntos, mas ele recusa, diz que hoje em dia ele só luta por si mesmo.
Cody vai até Seth e o derrota, quando vai embora do local, se depara com Guy e diz:
“Não, você outra vez?”
Guy afirma que ainda há bondade no coração de Cody, que ele ainda tem um senso de justiça para derrotar todos aqueles com espírito de destruição.
Cody nega, afirma que só fez aquilo porque Seth estava em seu caminho nada além disso. A partir desse dialogo Guy analisa a situação de Cody e ao contrário de Street Fighter Alpha, ele não pergunta, mas afirma:
“Então eu imagino que você não tenha intenção alguma de retornar”
E Cody responde que sim, mas não para Metro City, para sua cela, que é onde ele pertence.
Sentiu um Déjà vú? Normal, a história foi quase a mesma do SF Alpha: Cody saiu da prisão, encontrou Guy, recusou a oferta, derrotou o vilão, encontrou Guy novamente e os dois tiveram os mesmo diálogos.
Ah e se você que é fã do Guy e achou ele extremamente duvidoso nesta história... Ficar correndo e gritando: Cody!Cody!Cody!
Não ligue, na história de Guy, o Cody nem aparece Bwahahaha, o rival dele nunca é o Cody, ele nem cita o nome de Cody em jogo algum, então, sua história de justiceiro que tenta achar uma razão na vida continua a mesma, ele apenas quer que seu amigo volte a vida de antes.  
Uma curiosidade: Nenhum dos personagens de Final Fight (Sodom, Hugo, Poison, Guy, Rolento) faz tantas referências à franquia quanto nas histórias de Cody, na maioria nem mostra nada sobre a franquia. Um dos exemplos de referências:
Street Fighter x Tekken
Street Fighter x Tekken é um Spin-Off,  então vai de sua opinião se acredita ou não na história, principalmente porque é um Crossover.  
Guy, o líder do clã Bunshiryu, tem que proteger o povo do mal, ouvindo histórias sobre a Pandora Box e todo o caos que ela está causando, decide ir até lá para destruí-la.
Sabendo do perigo ele chama Cody e após muito tempo de negação, ele aceita, mas logo se arrepende, quando Guy diz:
“Não se meta em qualquer conflito que não nos diga respeito e não importa o quê, não chame atenção”.
Após algum tempo, quando estão indo a seu destino, Bryan Fury, um lutador da série Tekken, para os dois, os provocando para briga, quando Jack-X, outro lutador da franquia, pula para atacar Guy, Cody fica animado com a situação e Guy, vendo que aquilo era inevitável, vai para a luta.
O interessante, é que sempre que escolhemos a dupla rival para jogar, o ponto de vista deles é diferente, mas nesse caso não, quando escolhemos Bryan e Jack X para jogar no modo árcade, vemos que foi exatamente isso que aconteceu, Bryan simplesmente pediu para Jack analisar o poder de luta dos dois e se interessou e os provocou para briga.
Ah, e nesta parte há uma clara referência a Dragon Ball quando Jack diz: “ Both Fighters battle powers are over 9000”, o que traduzindo fica: “Ambos lutadores tem um poder de luta acima de 9000”  
Se você ouviu Bryan Fury dando sua risada
Você joga muito Tekken
Quando chegam à caixa, se deparam com Ogre e o derrotam, após isso, eles olham para caixa, e ela começa ativar alguns mecanismos e brilhar, depois disso, ela vai desaparecendo aos poucos até não estar mais ali. 
Pandora's Box
Guy estranha a situação, fica tão assustado que Cody pergunta se ele esta bem. Guy responde que eles viajaram até lá para destruí-la, mas quando eles chegaram lá ela teve a sabedoria de se destruir primeiro. Cody apenas diz, que o importante é o resultado, seus objetivos era apagar a existência da caixa e foi isso que aconteceu.
Então, mais uma vez, Guy tenta alcançar o antigo Cody:
“Eu estava pensando Cody... Esta aventura, meio que fez lembrar-me dos velhos tempos.
Cody: Bem... Definitivamente não foi nada chato.
Guy: Cara, que bom ouvir isso”
Eu recomendo que pesquisem essa ending na internet, ou se tiver o jogo com a DLC dos personagens extras (Capcom...) termine com eles, porque ver aqueles personagens de 16 bytes nesses novos gráficos é realmente motivador. 


Bem, aqui termino a história em ordem cronológica de Cody, mas ainda tem outro Spin Off, onde ele aparece, e vou explicar porque não deixei ele na ordem certa.

Final Fight Streetwise
Aviso: A história deste jogo assim como ele mesmo não tem sentido algum, recomendo optarem por pular esta parte, mas se tiverem tanta curiosidade a leitura fica por seu risco.
Aqueles que conhecem o jogo já sabem o motivo deu ter deixado ele por último, pois bem, vou explicar. 
Apesar de ser um Spin-Off assim como o que citei anteriormente, ele não tem sentido algum, no Street Fighter x Tekken a história cabe perfeitamente aos personagens, encaixa tão perfeitamente que eu considero parte da história mesmo.
Enquanto que neste jogo, esta tudo errado, Cody tem um irmão nunca citado antes na franquia, aqui sua personalidade é totalmente diferente e o jogo tem erros de cronologia.

O erro principal, é que o jogo se passa antes de Street Fighter Alpha 3, (Algum tempo depois de Final Fight Revenge e antes de Final Fight 3) e quando encontramos Cammy White, ela esta com a roupa de quando se encontra na Delta Red, sendo que até o Street Fighter Alpha 3 ela ainda servia a Bison, na Shadaloo.
Outra incoerência do game: O Cody não tem nada de sua personalidade, em vez de ser um cara relaxado, calmo, engraçado, ele é um personagem totalmente estressado, bravo, age como um verdadeiro criminoso.
Mas pulando todos os defeitos do jogo e indo para parte da história de Cody:
O jogo não é protagonizado por Cody, ao contrário, é por seu irmão, Kyle Travers, inclusive no jogo, dizem que o nome completo de Cody é Cody Travers. 
Kyle Travers, um personagem legal, mas na franquia errada

Kyle é a estrela deste esporte e logo no começo aparece Cody incentivando seu irmão a derrotar o inimigo, na verdade, gritando com ele e dando tapas para acordar.
Depois da luta, Cody marca com Kyle de se encontrarem no bar local para comemorarem sua vitória, mas se atrasa e deixa seu irmão esperando. Quando chega, discuti com Kyle sobre voltar às lutas, querendo contar algo a ele, mas ele não escuta o irmão e se estressa com a velha história de Cody de voltar a lutar mesmo com joelho naquele estado.

Antes que Cody pudesse se explicar alguns homens chegam ao bar e começam a ameaçar Cody, se referindo a um tal negócio inacabado, Cody manda eles irem para o inferno e não quer ouvir isso agora, naquele momento queria apenas ficar ali.
Então Stiff ( o homem que foi enviado para cobrar Cody) e seus guardas costas vão para briga, se vendo em desvantagem, Stiff aponta uma arma para cabeça de Kyle, assim Cody acaba sendo surpreendido e capturado.
No decorrer da história, em que Kyle procura seu irmão, descobre-se que ele estava tomando uma droga chamada de Glow, ou em português, brilho.
Essa droga fazia com que ele ganhasse mais força e ainda estava melhorando seu problema no joelho, por isso Cody queria conversar do assunto com Kyle, antes de ser sequestrado.
No final, descobrimos que tudo aquilo era o plano de um padre psicopata, que se dizia ser o anjo negro da morte que estava moldando as pessoas para irem ao inferno, seu objetivo, era o apocalipse e se auto denominava um salvador. (AAAAAH, não me pergunte! Eu lhe avisei que era melhor pular esta parte)

Quando Kyle encontra com Padre, ele está com Cody no terraço de um prédio, mas transformado em um monstro, que ele denomina: Cody Death. O interessante é que na bíblia há os quatro cavaleiros do apocalipse, Morte, Peste, Fome e Guerra, Death significa morte. No jogo, apesar de não aparecer os quatro, também aparece a Peste, que no inglês fica Pestilence. 
Na luta Kyle acaba descobrindo que o Padre, que se chamava Bella, era na verdade irmão de Belger, e estava se vingando por Cody ter matado seu irmão mais velho, transformando Cody naquele monstro para lhe ajudar em seu plano.

Depois que Kyle derrota Cody, Bella entra para luta afirmando que não iria perde-la, que seu nome não era mais Bella e sim Belgar. Desta vez, Kyle não estava conseguindo, pois Belgar lutava armado e toda vez que Cody caia no chão, Belgar o reanimava.

Em um último momento, quando Belgar aponta uma arma para Kyle, que estava indefeso no chão, Cody recupera seus sentidos e se atira do prédio levando Belgar com ele. (Cody e suas manias de jogar os outros de prédios)
Kyle corre até o local, totalmente machucado, quando se depara com Belgar tremendo tentando alcançar sua arma, Kyle a pega e aponta para cabeça de Belgar e ele diz:
“Eu sou seu salvador...
Kyle: Você não é nada”
E atira em Belgar, depois sai correndo para ver como Cody está e a cena muda para quando estão no hospital.
Por mais incrível que pareça, Cody esta de volta ao normal sem nenhuma lesão muito grave, na verdade, seu joelho esta ainda melhor.

Quando seu irmão comenta sobre como conseguira sobreviver a tudo aquilo Cody apenas diz que esta no sangue deles.
O final dá uma brecha para talvez uma futura continuação, quando Kyle olha no noticiário da TV o Dr.Chang, o criador da droga, deixando a delegacia de policia.

Jogabilidade
No primeiro jogo que ele apareceu, o de Beat’up, Final Fight, ele tinha as características de um protagonista, era equilibrado. Era mais rápido que Haggar e mais forte que Guy e o único a conseguir manusear as facas sem atira-las, sendo um exímio atirador de facas, sabendo manuseá-las perfeitamente.
Em Street Fighter ele manteve muito de suas características, a primeira coisa que se pode perceber é que ele pode pegar uma faca que fica no cenário da luta, lembrando a tradição dos jogos de Beat'up. Ele é um personagem com golpes criativos (Ao contrário dos trocentos personagens de Street Fighter IV que só sabem soltar formas diferentes de Hadouken e Shoryuken) e que se adaptou perfeitamente ao gênero “luta”. 
Aparência
Em Final Fight Cody tem cabelos castanhos, utiliza uma camisa branca, calça jeans e luvas azuis, tem uma aparência simples, nada muito chamativo, mas essa simplicidade deixou uma marca única no personagem.
Seu cabelo é um mistério, apesar de no jogo ter cabelos castanhos, em muitas outras mídias aparece de cabelo loiro. É uma questão muito complicada, no jogo Mighty Final Fight de Nes, ele vem de cabelo castanho no jogo e na capa americana também, mas na japonesa seu cabelo é loiro, além da tela de seleção de personagens que também é. No jogo Final Fight One de Game Boy Advance na capa tem cabelo loiro, e nas cutscenes também, mas no jogo esta de cabelo castanho, na arte do fliperama esta loiro também. Na capa japonesa no jogo do Super Nintendo
Na gameplay
 
Fica no meio termo entre Loiro e Castanho
Algumas capas do jogo:













Não da para colocar tudo, então preparei um link com algumas imagens para demonstrar melhor: http://www.4shared.com/rar/U52mYjYrba/Cody_Visuais.html
Em Final Fight Revenge ele parece estar mais velho, não esta mais com aquele olhar inocente e jovem que tinha no primeiro jogo, mas isto esta relacionado a sua personalidade. Agora ele realmente aparece com cabelos loiros e em vez de luvas azuis, utiliza faixas nas mãos, seus olhos também mudaram de cor, de pretos para azuis. 
Em Street Fighter Alpha 3 sua aparência mudou radicalmente, sua grande mudança de personalidade faz com que ele pareça ainda mais velho, não tem mais um pingo de sua adolescência, agora esta com uma aparência bem mais madura. Esta bem maior e mais forte, sua roupa agora é a padrão de presidiário, um macacão de listras azuis e brancas, utiliza uma luva em forma de faixas e algemas no qual nunca remove. Apesar de na luta não da para perceber, em muitas imagens ele aparece com um inicio de pelos no queixo. 
No jogo Street Fighter IV e Street Fighter x Tekken sua aparência permanece a mesma de antes, apenas com gráficos diferentes.
Em Final Fight Streetwise ele usa roupas do atual presidiário americano, com uma roupa laranja e uma numeração, em cima de uma camisa branca. Ele usa as faixas brancas, uma barba muito rala, com apenas as marcas e esta com um corpo normal, ao contrário dos jogos citados anteriormente onde esta com um corpo maior. 

  
Aparições 
Cody aparece no cenário de Guy junto de Jéssica em Street Fighter Alpha 2, o que depois foi visto como uma aparição errônea já que nesse tempo ele ainda estava preso.
Ele também aparece no cenário do Shopping em Marvel Vs Street Fighter.  
E a pior aparição de todos os tempos, quer uma dica? Americans Man... 
 

Ele apareceu naquele  "desenho" Street Fighter II: The Animated Series. Imagina o Cody já na fase adulta e com traços bem desproporcionais no estilo americano, esta foi sua aparição. Ao menos para compensar apareceu o Ryu e o Ken Punks! Isso sim foi legal.
ficou bombadão... E esse policia ai?

Pois bem, são apenas essas as aparições, agora, eu quero deixar uma pergunta a vocês, com tantas referências, com tantos personagens valorizados, por que não fazem um novo Final Fight? 
Hugo, Poison, Guy, Rolento, Cody e até mesmo o Haggar na série Vs da Capcom. Além de vários cenários baseado no primeiro Final Fight em quase todos jogos do Street Fighter. Uma curiosidade também, sabe o Poison e o Hugo? No Street Fighter X Tekken, eles não iriam entrar, mas os fãs insistiram tanto, pediram tanto, que não tiveram como recusar, ou seja, foi os FÃS, todos ainda lembram de Final Fight, eles sabem disso, é algo ridículo de se discutir, porque é muito óbvio. 
Nem que fosse um Beat'Up dentro do Street Fighter já estaria bom...Algo parecido com Tekken Force no Tekken 3 (Que por sinal foi o auge da franquia), por que não se arriscam? Nem que fosse uma DLC, já que é a Capcom né. 
Considerações Finais 
O Cody tem uma história muito boa, mas o que realmente é interessante nele é que através de sua história na franquia Street Fighter podemos perceber que muitos ainda se lembram do primeiro Final Fight, que por sinal é o jogo mais lembrado da franquia, talvez um dos motivos é pela presença de Cody nele.   

Raramente alguma empresa consegue fazer uma adaptação tão boa de um personagem de um gênero de jogo para outro diferente, mas com os personagens de Final Fight a Capcom fez bem, principalmente com Cody, que é um dos meus preferidos.  
Eu ainda acho que toda a decadência na vida de Cody foi plano de Mike Haggar, ele deixou a segurança da cidade nas mãos de Cody para que só depois ele fosse preso. Acho que era um alerta para que ninguém mexe-se com sua filha kkkkkkkkk. 
Depois disso vocês nunca mais irão olhar Haggar com os mesmos olhos Mwahahaha. 
E então, o que acharam da história de Cody? E da sua repentina mudança de uma franquia para outra? Vocês gostam dos personagens de Final Fight em Street Fighter? Digam ai nos comentários e até a próxima, Falow! o/

Ajude o autor e curta essa postagem clicando em um ou mais dos botões de redes sociais abaixo e se possível se inscreva no nosso canal do Youtube.

7 comentários:

  1. é isso ai Italo mandou muito bem, e o Cody é um personagem bem legal, merece ser lembrado mais vezes =D

    ResponderExcluir
  2. Final Fight StreetWise é um bom jogo tem um enredo legal e corrigindo o autor da matéria apece sim os 4 cavaleiros do apocalipse: GUERRA, FOME, PESTE e MORTE. Jogão vale a pena !!!

    ResponderExcluir
  3. Streetwise e um jogo apenas OK, mais que realmente poderia ser ótimo.Como ele o ps2 tem vários a exemplo Ultimate Spiderman, Cold Fear , The Sword of Etheria etc...

    A impressão que da ao jogar e zerar o streetwise é que os desenvolvedores tentaram fazer uma sequencia direta do Final Fight 1, so que foram ficando sem saco ou sem tempo e o jogo saiu apenas um rabisco do que deveria ser.

    Mesmo assim recomendo quem puder jogar pelo pc ou ps2 via OPL-pendrive (a n ser que vc queira queimar 1 cd em um jogo que so vai zerar uma so vez). A historia do jogo parece meio zuada (e realmente é msm) mais por outro lado da uma pegada bem macabra ao jogo, com nego sendo voltando a vida dos mortos pra morrer de novo na porrada.

    ResponderExcluir
  4. Cara, o Bison tem as dolls e a Cammy de escravas, e o pior é que elas tinham cerca de 16 anos na cronologia do SF Alpha. Por que diabos isso seria motivo de respeito?

    ResponderExcluir
  5. mano Cody merecia algo de bom na vida depois de Street Fighter IV pelo menos

    ResponderExcluir

*Se gostou do post comente, sua opinião é muito importante.
*Comentários com links ou palavrões serão excluídos.

 

Seguidores