Ads 468x60px

Link list 2

AddThis

12 de abril de 2014

12

Games Que Ganharam Remakes #2 - Final Fantasy IV

E aê pessoal beleza o/


Continuando a falar de games de SNES que ganharam remakes (edição anterior NESSE LINK) agora vamos falar de um dos maiores RPGs do SNES que teve diversos remakes e ports e eu não estou falando de Zelda e muito menos de Chrono Trigger... Nosso escolhido desta vez é o quarto game de uma das mais, senão a mais famosa série de RPGs de todos os tempos. Ou seja, o nosso escolhido da vez é Final Fantasy IV quem tem mais port e remake que muito Super Mario por aí kkkkkk.
Mas antes de continuar vamos deixar aquela explicação sobre remakes que eu usei no post anterior:

"Pra explicar melhor o que é remake vamos dizer o seguinte: Um remake de um game é o ato de uma determinada fabricante ou fã ou qualquer entidade interessada de pegar um game qualquer lançado pra um console antigo e dar uma repaginada nele adicionando gráficos melhorados, músicas arranjadas (nem sempre), novos elementos e modos de jogo e muitas outras coisas. Pra explicar melhor vou inserir uma imagem quem demonstra melhor um exemplo de remake:

O game em questão é o famoso Super Mario Bros. Que deu ao bigodudo da Nintendo a fama mundial. O game foi lançado originalmente pra NES em 1985 e em 1993 junto de outros games da série ganhou um remake pra SNES na coletânea Super Mario All Stars trazendo como melhorias os gráficos redesenhados e mais detalhados, músicas com qualidade superior e a possibilidade de salvar seu progresso no cartucho. Acho que com isso dá pra se ter uma ideia de o que é um remake então paremos de enrolar e vamos ao que interessa..."

 GAME ORIGINAL E SUAS LOCALIZAÇÕES

Como no post anterior vamos primeiro mostrar os dados técnicos:
Nome:Final Fantasy IV (Japão)
Final Fantasy IV Easy Type (Japão)
Final Fantasy II (EUA)
Gênero:RPG
Desenvolvido por:Squaresoft
Publicado por:Squaresoft
Game ID e Data de Lançamento:SHVC-F4 (Japão) 19/07/1991
SHVC-FE (Easy Type. Japão) 29/10/1991
SNS-P-F4 (EUA) 23/11/1991
Modos de Jogo:Single Player
Mídia:Cartucho (8 Mbit)

A história por trás de Final Fantasy muita gente conhece, de quando a Square em 1987, estava mais pobre do que eu atualmente (embora não importe muito eu nasci em 1987 kkkkk) e numa última tentativa de salvar a empresa o game com o nome de Final Fantasy foi lançado, mas ao contrário do que se esperava com um nome desses o resultado foi surpreendente e o game virou sucesso no Japão e posteriormente no resto do mundo. O sucesso da franquia é tanto que já temos mais de 15 títulos na série principal e pelo menos uns 10 games secundários. Mas o foco do nosso post é o quarto game da franquia. Então vamos em frente que tem muito texto sobre ele.
Caixa da versão original japonesa
(Final Fantasy IV)
Quando em desenvolvimento o time de criação tinha como plano criar o melhor Final Fantasy de todos e um dos fatores que segundo eles iria levar este game a esse ponto seria criar um game mais focado na história que os demais, o que até se tornou uma das marcas da franquia. Pra chegar a esse ponto infelizmente o sistema de customização que era presente nos games anteriores teve de ser descartado, mas o resultado final desta empreitada deu bons resultados. E em 19 de julho de 1991 finalmente foi lançado Final Fantasy IV trazendo ao novo console de 16 bits da Nintendo, o Super Famicom (até então a versão de SNES não havia sido lançada) um novo game com muitas melhorias em relação aos seus antecessores.

Quando falamos que esse game seria mais focado na história tudo o que esperávamos é que ele tivesse uma boa história pra fazer jus a essa proposta. Pois dito e feito! Quem jogou até o fim sabe que a história de FFIV é com certeza uma das melhores de todos os games da franquia e se bem observado muito superior ao seu sucessor (FFV) nesse quesito. A trama toda envolve disputas pelo poder, traição, amor, relações familiares de maneira sempre bem colocada durante os eventos.
Tudo começa com a Red Wings voltando de uma missão onde seus integrantes questionam o capitão do grupo Cecil Harvey (protagonista) sobre os métodos utilizados, com essas mesmas dúvidas Cecil questiona ao rei de Baron e acaba recebendo como punição junto de seu grande amigo Kain a missão de levar um anel até o vilarejo de Mist. Daí em diante cada vez mais personagens entram ao grupo (FFIV conta com um dos maiores elencos dos games da franquia), Cecil descobre que um dos vilões, Golbeza é seu irmão, personagens morrem até que se chegue a lua, isso mesmo tudo acaba na lua....

Mas eu vou parar por aqui pra não fazer spoiler pra quem não jogou porque em minha opinião esse é um RPG obrigatório pra fãs do gênero no SNES.

Falando sobre os gráficos agora, podemos dizer que houve uma melhora significativa em cima de todas as versões do NES graças às capacidades do SNES, Os sprites de personagens e monstros é muito bem detalhado e finalmente nas batalhas adicionou-se um cenário por inteiro e não somente uma faixa acima dos personagens como víamos no NES, fora o fato que FFIV se comparado a muitos RPGs de sua época e até alguns lançados nos anos seguintes levava vantagem no visual, um bom exemplo é seu principal concorrente da época Dragon Quest V, que foi lançado em 1992, mas perde feio quando o assunto é qualidade gráfica. O game fez uso até da revolucionária tecnologia do Mode 7 pra demonstrar uma ideia melhor de profundidade quando usamos as airships. Mas nem tudo são flores, os gráficos deixam a desejar em alguns momentos, principalmente em cidades que às vezes tem uma aparência esquisita, mas tá tudo bem dá pra sobreviver com isso rsrs.

Capa da versão Easy Type (uma versão mais fácil)
Exclusiva do Japão
Na questão da jogabilidade tivemos muitas mudanças em relação aos games do NES, a primeira e mais notável foi à introdução do sistema ATB (Active Time Battle) que mudou pra sempre o sistema de jogo de todos os games da franquia. Com o ATB era necessário esperar um tempo até que seu personagem pudesse realizar alguma ação, com isso as batalhas se tornariam mais dinâmicas. Porém em FFIV ainda não tínhamos as barras indicando esse tempo então a espera era calculada usando o LV do personagem, seu ataque e velocidade... Outra novidade era que agora eram cinco personagens em combate ao invés do padrão com quatro que existia nos games anteriores e passou a ser usado em outros da franquia, mas desta vez você é obrigado a usar o sistema de colunas alternadas com três na frente e dois atrás ou vice-versa. Também tivemos a primeira aparição de um Black Chocobo (roxo nos sprites rs.) que nos permite voar em baixas altitudes, também foi criado em FFIV os Save Points que você encontra em dungeons. Mas deixando as mudanças e novidades que o game trouxe, os controles são bem simples de se usar (como na maioria dos RPGs) e não há dificuldade pra lidar com menus ou qualquer outro recurso...

Caixa da versão americana do game com o nome de FFII
Se você não entendeu o porque disso vou explicar abaixo...
A parte sonora de Final Fantasy sempre foi nostálgica desde seus primeiros games, e FFIV manteve fielmente a tradição, trazendo em sua nova trilha sonora algumas músicas já tradicionais como o Prelude, o Victory Fanfare (essa quem é fã já usou de toque no celular alguma vez kkkkk) e outras, mas o destaque para as novas músicas também é merecido, quando o assunto é OST, FFIV garante seu título contra os demais games com facilidade, as músicas temas de personagens ou usadas em momentos críticos são de ótima qualidade e mesmo as músicas que ouvimos a todo tempo como os temas de batalha são muito bons. Se você aprecia a trilha sonora de um game enquanto joga, pode ter certeza que do começo ao fim de FFIV você terá uma boa experiência com as músicas deste game. Na parte dos efeitos sonoros tudo o que temos foram algumas melhorias no que tínhamos no NES e algumas adições básicas... Não há o que reclamar desse elemento e nem o que elogiar considerando a idade do game original.

A VERSÃO EASY TYPE E A TRADUÇÃO NORTE AMERICANA


Tela de título da versão Easy Type
Os mais entendidos na série devem conhecer a versão mais fácil de FFIV que se denomina Final Fantasy IV Easy Type, embora algo raro de se ter o cartucho original (procuro uma cópia até hoje....) as ROMs são fáceis de encontrar, mas o que vem a ser essa versão? Simples. Essa foi à tentativa da Square na época de aproximar os jogadores menos experientes do mundo dos RPGs (se deu certo eu não sei dizer) trazendo uma versão bem mais fácil do game original. Essa versão traz como modificações o seguinte:


  • Redução da dificuldade das batalhas. Alguns ataques e habilidades dos inimigos foram removidas pra deixar o game mais fácil.
  • Algumas mágicas e habilidades dos personagens foram removidas ou alteradas.
  • Preços de diversos itens e equipamentos vendidos nas lojas foram reduzidos.
Outras mudanças podem ter sido feitas pra deixar as coisas muito mais fáceis. Tanto que é possível terminar o game num tempo menor que o original e com um LV muito menor que o recomendado. Um detalhe da caixa da versão Easy Type é o fato de terem escrito na frente "O primeiro RPG de uma Pessoa" e atrás "Final Fantasy IV é divertido" tentando convencer os jogadores iniciantes a iniciar sua carreira nos RPGs...

Tela de título da versão americana com o nome alterado
Agora sobre a versão americana temos que explicar primeiro a mudança de nome. É o seguinte, embora tenham sido lançado três FFs pra Famicon somente um game foi lançado pra NES e esse é o primeiro Final Fantasy que foi lançado nos EUA somente em 1990 quando os japoneses já tinham o terceiro game.... Ao que parece a Square até pretendia trazer os dois games ao ocidente mas o NES estava no fim da vida útil e investir no novo console (SNES) seria mais lucrativo. Então pra que não houvesse confusão de nomes por esse ser o quarto game (E onde estão o II e III? seria provavelmente a reação dos jogadores) decidiram alterar o nome pra Final Fantasy II e deixar a ideia de que esse era o segundo game nos EUA. Outro fato curioso sobre essa versão é que a dificuldade dela também é muito inferior à versão original japonesa e com isso muita gente afirma que esta é uma versão traduzida da Easy Type, porém a tradução já estava pronta antes do lançamento da Easy Type então seria mais apropriado dizer que esta versão foi quem inspirou a Easy Type e não o oposto.
Fora a redução na dificuldade (porque os programadores achavam que os americanos não conseguiriam dar conta da dificuldade original... Bobagem que aconteceu com Super Mario Bros 2....) diversas mudanças foram feitas no game. Devido à falta de qualidade na tradução (um mal dos games antigos) muitos nomes foram trocados, também tivemos diversas censuras em temas que envolvam religião, morte ou natureza sexual (você não iria encontrar uma revista pornô nessa versão nunca kkkkk). Tudo isso por conta da forte política de censura que a Nintendo of Ameria usava na época (depois que foi criado sistema de classificação de games ESRB eles relaxaram um pouco). Os problemas com tradução foram enormes uma vez que na época não se usavam a internet pra colaboração entre os times de produção e localização, e com atrasos na compilação e lançamento do game ocorreram.

Bom, acho que com isso já dá pra conhecer um pouco sobre o game original certo? Então vamos mostrar algumas screens e vídeos do mesmo.
Cecil e os membros do Red Wings
Menu do game
Chocobo Forest...
O branco recupera MP
Abertura... Aqui temos uma das músicas clássicas da série...
O poder do Mode7!! rsrs
Mega Flare!! YEAH!!
Após as batalhas você pode ganhar alguns bons itens
Uma batalha comum com os personagens mais influentes

Um pouco de gameplay da versão original japonesa
Um livro pornô... coisas que não encontramos na versão americana.... kkkkkkk
Engraçado que ele olha pros lados antes de olhar o livro pra ver se ninguém está olhando....
Final Fantasy IV também tem um bocado de chefes esquisitos... Enfrentamos bonecas, Polvos, Dragões de Névoa e aqui abaixo um trio bastante estranho, as Magus Sisters....
(Quem jogou FFX vai lembrar delas)

CONCLUSÃO

Final Fantasy IV foi uma evolução. Não só por ter sido lançado num console superior (pra época), mas por ter criado e agregado diversos novos elementos que foram usados nos games seguintes. Pra quem aprecia uma boa história esse é uma boa opção de game pra se jogar, fora o desafio que ele oferece já que os Final Fantasies mais antigos tem uma dificuldade maior. Pra acompanhar toda a história e dar o clima certo pro game você poderá curtir uma das melhores trilhas sonoras dos games da série. Os gráficos não são lá grande coisa e a falta de customização dos personagens com relação a FFIII chega a desanimar mas mesmo assim eu recomendo que você jogue até o fim e conheça o game. E pra quem gostaria de tentar o game original com toda a dificuldade e elementos que foram removidos na versão ocidental existe uma ROM traduzida que eu vou deixar na sessão de downloads.

DOWNLOADS

Final Fantasy IV (Japonês): DOWNLOAD
Final Fantasy IV Easy Type (Japonês): DOWNLOAD
Final Fantasy II (Inglês): DOWNLOAD
Final Fantasy IV (Inglês): DOWNLOAD
Final Fantasy IV (Português): DOWNLOAD

NOTA: Pra jogar os games você precisa de um emulador e se você não tem um, de uma conferida NESSE LINK pra conferir um tutorial completo pra baixar e configurar seu emulador.

FINAL FANTASY IV ADVANCE, O REMAKE QUE JÁ É REMAKE DE UM REMAKE (MAS HEIM??)

Ficou sem entender o título? Calma que eu explico depois de mostrar os dados técnicos. OK?
Nome:Final Fantasy IV Advance (Global)
Gênero:RPG
Desenvolvido por:TOSE
Publicado por:Square Enix
Game ID e Data de Lançamento:AGB-BZ4E-USA (EUA) 12/12/2005
AGB-BZ4J-JPN (Japão) 15/12/2005
AGB-BZ4U-AUS (Austrália) 23/02/2006
AGB-BZ4P-EUR (Europa) 02/06/2006
Modos de Jogo:Single Player
Mídia:Cartucho (GBA) (64 Mbit)

O primeiro port de Final Fantasy IV fora do SNES foi no Playstation mas esse não é um remake o game veio igual ao do SNES e com direito a muitos bugs e uma das CGs mais feias já feitas pela Square. Mas como o assunto não é falar dos ports e sim dos remakes vamos explicar o porque do título. Quando a Nintendo estava de birra com a Square a mesma optou por fazer um remake de FFIV no Wonder Swan Color que é um portátil da Bandai que se observarmos,  em termos de capacidades seria uma mistura de Gameboy Color com Game Boy Advance (na hora de mencionar as demais versões do game coloco uma foto dele junto dum vídeo de FFIV rodando nele) que ficou apenas no mercado japonês. E esse primeiro remake ganhou algumas melhorias gráficas e modificações na dificuldade, mas perdeu em qualidade sonora por conta do hardware de som do WSC ser muito inferior... 
Agora voltando ao GBA (claro, depois de a Nintendo e Square chegarem a um acordo pra briguinhas bestas que afastaram FF da Nintendo por um bom tempo) temos um remake da versão de WSC com todas as modificações feitas. Mas antes de falarmos sobre isso vamos falar das datas de lançamento.
Caixa japonesa do game.
Essa é a mesma arte bônus que é dada
pra você colocar no seu Game Boy Micro
Entre 12 e 15 de dezembro de 2005 as versões americanas e japonesas foram lançadas, destaque pra versão japonesa que trazia uma versão especial com um faceplate pra colocar no Game Boy Micro mostrando uma arte do Yoshitaka Amano. As versões australianas e europeias foram lançadas somente em 2006. O legal disso é que tivemos mais um presente de natal da Square, pois este com certeza é um dos melhores remakes de FFIV. Felizmente nada foi mexido na história apenas algumas adições da versão Easy Type (que já tinham sido incluídas no port pra PSX) foram acrescentadas e assim não perdemos nada. Detalhe que as versões com idioma em inglês passaram a adotar o nome original Final Fantasy IV ao invés de Final Fantasy II como aconteceu no SNES e a mesma desde o PSX foi totalmente retraduzida e reaproveitada nesse remake.
Na parte gráfica podemos logo notar as melhorias visuais nos sprites de personagens, nos cenários e principalmente nas batalhas, apesar de não serem grandes que deixaram o game com uma "cara nova" essas mudanças seriam talvez o que faltava na versão de SNES, infelizmente com isso sempre temos a queda na resolução levando-se em conta o tamanho da tela do GBA. Eu pessoalmente gostei dos gráficos desta versão, apesar de que só fui jogar o FFIV original quando lançaram o port do PSX porque não tive o game original na época do lançamento. Mesmo assim essas pequenas melhorias que fizeram deram ao game um visual melhorado deixando ele a par de um FFV, por exemplo, mas sem perder sua essência original. 
Caixa usada nos EUA, Europa e Australia
diferenças podem ser notadas no sistema de classificação
de acordo com a versão apenas.
(Na parte de trás da versão americana tem a informação
dizendo que o game foi lançado originalmente como FFII no SNES)
Na questão jogabilidade algumas mudanças herdadas de outras versões e outras inseridas fizeram a experiência com o game melhorar drasticamente. Agora podemos ver as tradicionais barras que indicam o tempo que cada personagem tem de esperar pra atacar e o ATB passou a ser mais próximo dos que encontramos em FFV e FFVI. A dificuldade se tornou um mesclado entre o game original e a Easy Type deixando o desafio mais aceitável. Dentre as novidades também foi inserida a possibilidade de trocar os personagens do grupo e a funçao Quick Save que permite ao jogador salvar o game em qualquer lugar e continuar de lá, mas este save seria deletado assim que recarregado. Controles em jogos de RPG não há o que se dizer afinal tudo que você precisa saber é qual botão confirma e qual cancela e qual acessa o menu então nada se perde e nada se ganha aqui.
Na questão sonora o game continua próximo ao SNES, mas ainda perde em qualidade por conta do hardware do GBA ser um pouco mais limitado nesse quesito. Mas ainda assim esse é um bom game em qualidade sonora, você vai poder ouvir boas versões das músicas originais aqui e de brinde deram uma modificada em uma nota em algumas músicas que eram usadas em dungeons pra dar uma diferenciada de acordo com a dungeon. Se compararmos com o remake do WSC que deu origem a essa versão podemos afirmar que esta está muito a frente na qualidade de som. Já os efeitos sonoros do game tiveram pouca mudança pra se adaptar ao hardware de som do GBA tanto que nem vale a pena mencionar ou descrever algo.
Bom depois de todo esse texto só nos resta mostrar um pouco do game e concluir.
Tela de Título
Abertura ligeiramente redesenhada
Agora podemos ver os monstros que derrotamos no game
Airships voando sobre o mapa.
Com um visual mais 3D...
Pegando o Cristal da Água
(Cena da introdução)
Ahhh o amor é lindo... (Mas deve ser difícil dormir de armadura)
Menu do game.
Batendo na Barbaricia


O game ganhou uma nova abertura trazendo um prelúdio aos eventos em Missidia
Um inimigo novo e muito mais difícil que muito chefe do game...
E aqui um dos meus vilões favoritos, Rubicante.
Sempre acho legal um vilão que luta com honra...

CONCLUSÃO
Final Fantasy IV Advance foi com certeza o que o game original deveria ser com as melhorias que faltavam na parte gráfica principalmente. Apesar de não ser um remake direto da versão de SNES e sim do Wonder Swan Color ele conseguiu trazer de volta mais de dez anos depois o que algumas pessoas não tiveram a chance de ver no SNES. Como emular GBA é bem mais fácil do que o normal eu recomendo aos interessados darem uma boa jogada nessa versão, mesmo que não tenham jogado o original de SNES até porque os extras são um atrativo a mais pra quem joga...

DONWLOADS
Final Fantasy IV Advance (Japonês): DOWNLOAD
Final Fantasy IV Advance (Inglês): DOWNLOAD

NOTA: Como no post anterior, vamos apenas fornecer os links pra downloads de ROMs e/ou ISOs dos remakes, porém todo o conteúdo das páginas a seguir e como fazer uso dos arquivos baixados fica por sua conta e risco.

O NINTENDO DS E O REMAKE MAIS DIFERENTE DE TODOS
É... Depois de tantos anos parece que a Square voltou a gostar dos consoles da Nintendo (pelo menos dos portáteis), tanto que o segundo grande remake de FFIV foi justamente pro Nintendo DS. Mas como padrão seguem os dados técnicos antes do texto.
Nome:Final Fantasy IV (Global)
Gênero:RPG
Desenvolvido por:Matrix Software
Publicado por:Square Enix
Game ID e Data de Lançamento:NTR-YF4J-JPN (Japão) 20/12/2007
NTR-YF4U-USA (EUA) 21/07/2008
NTR-YF4P-EUR (Europa) 05/09/2008
NTR-YF4P-AUS (Austrália) 05/09/2008
Modos de Jogo:Single Player
Mídia:DS Card (128MB)
E no natal de 2007 como parte das comemorações dos 20 anos de Final Fantasy a Square Enix lançou mais um remake de FFIV, e como desta vez o Nintendo DS foi o escolhido tivemos centenas de modificações no game. Podemos até dizer que este é o mais diferente remake de FFIV por ter muitas coisas que nenhuma outra versão do game trouxe.
Caixa da versão japonesa do game que curiosamente
não trouxe somente o título em um fundo branco como
padrão na série
Começando pela história, um dos desenvolvedores originais que supervisionou o projeto deste remake disse que aproximadamente 3/4 do script original do FFIV pra SNES não foi usado e agora eles usaram partes deste pra incrementar o enredo desta versão. Até mesmo pra versão americana do game fizeram uma nova tradução mais aperfeiçoada. Uma curiosidade desta versão é que eles mudaram até o logo original do game trazendo o vilão Golbeza ao fundo.
Nos gráficos a surpresa é maior ainda, o game ganhou visual totalmente em 3D. Mapas, dungeons, cidades, batalhas... Tudo feito com polígonos. O game também ganhou uma bonita CG de abertura e cutscenes usando os gráficos poligonais do game. O visual dos personagens continua em SD como no game original, o que deu um ar meio infantil ao mesmo, pessoalmente eu não gostei muito disso, mas tudo bem. E como o game é todo em 3D ele pisa em um dos maiores defeitos do Nintendo DS que é justamente a limitação com gráficos em 3D, onde infelizmente o NDS peca e muito.
Caixa americana do game. Parecendo mais com o padrão
usado no Japão, só que com cores invertidas
Enquanto isso na área da jogabilidade, tivemos muitas novidades. Foram acrescentados minigames que fazem uso da tela touch do DS, possibilidade de movimentar seu personagem através do touch e durante as batalhas, pra que a tela ficasse mais "limpa" algumas informações básicas são exibidas na tela inferior. Fora o mapa dos lugares que é exibido na tela inferior quando não estamos em batalha. Outra novidade desta versão é o novo sistema de habilidades denominado de Augment System que permite através de itens especiais dar novas habilidades aos personagens, adicionando um novo nível de customização em relação ao game original que peca nesse mesmo fator. Também temos novos extras com os Namingways que agora exibem as cutscenes vistas durante o game e alguns extras a mais, podemos também brincar com um novo Summon que deram pra Rydia chamado de Whyt que tem a possibilidade de ser customizado, permitindo desenhar seu rosto (com a stylus) e até trocar sua roupa vencendo alguns minigames. Na questão da dificuldade este game é considerado mais difícil que a versão original japonesa do SNES e isso foi proposital pra tentar atrair os velhos fãs do game original. E como recompensa o game ainda oferece a opção New Game + onde você pode conseguir novos extras durante o segundo jogo. Todas estas novidades na jogabilidade não fizeram com que você perdesse toda a nostalgia do game original, pelo contrário acrescentaram muitas novas coisas pra incentivar o jogador.
Caixa usada na versão européia e australiana do game.
Parecendo uma antiga caixa japonesa....
E nas músicas vamos de novidades... As músicas do game passaram por um grande processo de remasterização e algumas ganharam um belo remix. Até mesmo uma nova OST foi lançada trazendo a nova trilha sonora do game pra se ouvir a vontade. Muitos fãs nostálgicos reclamaram de o game não permitir escolher entre as músicas que você quer ouvir durante o game ou criticaram as novas versões (eu pessoalmente gostei das duas versões) e dentre as novidades musicais temos uma canção de encerramento temos uma nova canção chamada de Tsuki no Akari (Moonlight) que ficou exclusiva da versão japonesa do game. Também vale a pena mencionar que as cutscenes possuem vozes. Dentre os efeitos sonoros também fizeram diversas modificações pra se adaptar ao novo padrão de som.
Agora confira algumas imagens e vídeos de gameplay:
CG de abertura
Tela de título
Visitando o Cid na cidade de Baron
Menu do game usa as duas telas
Visitando as lojas
E as dançarinas continuam sexys rs
Let's Figh!!!
A clássica introdução...
Nova abetura feita pra este remake....
Um pouco de gameplay mostrando as duas telas
E aqui o comercial do game no Japão

RENASCENDO NOS DISPOSITIVOS MOBILE
E pra você que não tem um Nintendo DS ou não quer emular temos uma boa notícia que se segue após os dados
Nome:Final Fantasy IV (Global)
Gênero:RPG
Desenvolvido por:Square Enix
Publicado por:Square Enix
Game ID e Data de Lançamento:20/12/2012 (iOS)
03/06/2013 (Android)
Modos de Jogo:Single Player
Mídia:Download
Desde 2012 pra iOS e da metade de 2013 no Android, este port da versão de DS trouxe algumas mudanças que vou listar a seguir.
  • Foi removida a CG de abertura.
  • Todos os menus e controles foram otimizados pra serem usados em Touchscreen.
  • Gráficos ligeiramente melhorados, com mais polígonos e resolução otimizada pra telas em HD.
  • Foram acrescentadas novas Augments pra se conseguir durante o game.
  • Os minigames também foram removidos.
  • Foram adicionadas conquistas pra serem desbloqueadas pelo jogador e estas possuem suporte ao Game Center (iOS) e Google Play Games (Android).
  • Possibilidade de mudar o nível de dificuldade. Considerando que a versão de DS é mais difícil que a versão original do game.
  • Ao que parece a versão de Android conta somente com vozes em japonês, mas permite ao jogador ter legendas em português brasileiro enquanto no iOS as vozes em inglês estão presentes.
Agora vou deixar alguns vídeos desta versão pra poder concluir:

Aqui um vídeo da versão de iOS com áudio em japonês e legendas em português.
E aqui o game rodando num Galaxy SIII

CONCLUSÃO
Final Fantasy IV em 3D divide muitas opiniões. Uns reclamam do visual meio infantil que o game ganhou, outros adoram e dizem que foi a melhor coisa que a Square fez. É inegável que as novidades na jogabilidade trouxeram um novo desafio ao game. Eu adquiri tanto a versão de DS quanto a de Android, mas acabei por preferir a versão de DS, mesmo com gráficos e resolução muito inferior as versões pra smartphone esta versão tem mais extras. Mas mesmo assim ainda sou mais fã das versões 2D de FFIV justamente por achar que o game ficou sim mais infantil.... Mas mesmo assim eu ainda recomendo o game pelo desafio todo vale a pena dar uma boa jogada nele.

DOWNLOADS
Versões pra Nintendo DS
Final Fantasy IV (Japonês): DOWNLOAD
Final Fantasy IV (Inglês): DOWNLOAD
Versões pra Smartphone e Tablets
Final Fantasy IV (Apple App Store): DOWNLOAD (USD 15,99)
Final Fantasy IV (Google Play Store): DOWNLOAD (JPY 1.800)

NOTA: A versão de iOS requer um iPhone, iPad ou iPod Touch rodando iOS 4.3 ou superior e foi otimizada pra iPhone 5. A versão pra Android requer Android 2.3.3 ou superior e um dispositivo decente. Então nem tente instalar em um Galaxy que custe menos de 1000 dilmas ou nesses LGs de 2 ou mais chips que você vai ter problemas rs. O preço dos apps fica em torno de R$40,00.

A COLEÇÃO COMPLETA
E por fim o último, mas não menos importante remake de FFIV que saiu mais uma vez pra um console portátil, mas desta vez foi com a Sony. Após os dados mais informações.
Nome:Final Fantasy IV Complete Collection (Japão, Ásia e Coréia do Sul)
Final Fantasy IV: The Complete Collection (EUA, Europa e Austrália)
Gênero:RPG
Desenvolvido por:Bullets
Publicado por:Square Enix
Game ID e Data de Lançamento:ULJM-05855 (Japão) 24/03/2011
UCAS-40334 (Ásia) 24/03/2011
---------- (Coréia do Sul) 25/03/2011
ULUS-10560 (EUA) 19/04/2011
---------- (Europa) 21/04/2011
---------- (Austrália) 28/04/2011
Modos de Jogo:Single Player
Mídia:UMD
Playstation Store PSP Download
Pra fechar com chave de ouro os grandes remakes de FFIV a Square nos traz agora no PSP o título Final Fantasy IV Complete Collection que além de um remake de FFIV baseado na versão de GBA trouxe também outras novidades. Mas pra explicar melhor isso vamos dizer que como parte das comemorações de 20 anos de Final Fantasy (em 2007) e o sucesso da versão de Nintendo DS, FFIV ganhou uma continuação chamada Final Fantasy IV: The After Years que conta uma nova história trazendo novos personagens além dos velhos conhecidos, mas esse não é o assunto aqui. Essa continuação foi lançada originalmente pra telefones celulares no Japão e posteriormente pra Nintendo Wii como parte dos Wiware. E assim como o game original essa continuação teve uma boa aceitação pelos fãs então os desenvolvedores decidiram lançar o game oficialmente com uma mídia física, mas lançar somente o FFIV The After Years não seria o suficienten. Então em 2011 comemorando os 20 anos de FFIV foi lançado este port pra PSP que traz o remake do FFIV, a continuação The After Years e pra ligar os dois games um episódio especial batizado de Final Fantasy IV Interlude contando os eventos que ocorreram entre os dois games. Também foram adicionados diversos extras que fazem parte dos dois games.
Arte da caixa nas versões do
Japão, Ásia e Coréia do Sul
Na história o game se mantém fiel ao que vimos nas versões de SNES e GBA, então os acréscimos feitos na versão de NDS foram deixados de lado (uma pena...), porém foram adicionadas algumas cutscenes pra alguns eventos como a parte em que o Leviathan ataca o barco e leva a Rydia embora... Mas no geral seria como estar jogando o mesmo bom e velho FFIV.
Os gráficos, ah sim os gráficos foram mantidos em 2D porém foram otimizados pra ficar a par do que se pode ver nos remakes de FF e FFII de PSP com sprites bem detalhados e nítidos. Os mapas, dungeons, cidades, batalhas, monstros, tudo foi melhorado visualmente, mas sem perder nada do estilo original do game de SNES ou de GBA. Pra quem não apreciou a versão 3D do NDS e smartphones (tipo eu rs) esse com certeza é um prato cheio na parte gráfica pois mesmo com uma resolução superior ainda sentimos o gostinho do original. A abertura em CG do NDS está presente aqui com qualidade superior de vídeo e em widescreen (pra fazer melhor uso do formato de tela do PSP) e as cutscenes que aparecem em alguns momentos foram feitas com polígonos. Acho que um bom destaque desta versão são as mágicas e Summons que foram redesenhados e ganharam melhores efeitos, é uma das melhores partes.
Arte da caixa nos EUA
A jogabilidade também se mantém fiel ao que tínhamos no game original e Advance, ou seja, não rola um New Game+ como no NDS, mas temos uma dungeon extra ao terminar o game e ao contrário do original de SNES podemos trocar os membros da equipe. Além do Bestiário (também presente na versão de GBA) temos diversos extras como jukebox pra ouvir as músicas do game, galeria de arte que traz diversas ilustrações (sendo algumas exclusivas desta versão) e algumas outras coisas mais. Interessante mencionar que um New Game+ chega a ser desnecessário neste port por conta de trazer a continuação pra ser jogada o que dá um novo desafio ao invés de rever o mesmo game.
Caixa usada na Europa e Austrália
No que diz respeito ao som temos as músicas da versão de NDS e também as originais do SNES pra ouvir e pra alegria dos fãs que reclamaram disso no NDS podemos escolher livremente quais ouvir durante o game. Infelizmente como o game tem maior proximidade com o original e Advance as vozes que foram usadas no NDS também não estão presentes, os efeitos sonoros foram todos aproveitados da versão de NDS.
Um extra legal de se mencionar aqui é que este game trouxe um código pra quem jogava Dissidia 012 Final Fantasy (também do PSP) pra liberar uma DLC com uma roupa especial baseada no game original pro Cecil). Na versão especial japonesa foi lançado um CD com as músicas chamado de Final Fantasy IV & The After Years Sound Plus. Na versão especial lançada na Europa tinhamos uma caixa dobrável e alguns cards com ilustrações do Yoshitaka Amano e na versão americana apenas os cards vinham de bônus nas primeiras edições pra quem comprou na pré venda.
Bom, agora vamos deixar algumas imagens e uns vídeos pra depois fazer uma conclusão...
Tela de Título
Airships chegando em Baron
Cecil (Dark Knight) andando pelo castelo de Baron
Enfrentando o primeiro chefe do game o Mist Dragon
É ingegável a beleza dos efeitos das mágicas desta versão
Preparando pra virar comida de Leviathan rsrs
As três irmãs que são a coisa mais linda #sqn
Golbeza VS Telah
Alguém vai morrer aqui...

Mostrando o início do game (mais uma vez) com os gráficos desta versão
Golbeza tentando ser badass.... Vai perder kkkkk
E aqui é um pouquinho de spoiler com a batalha final...

CONCLUSÃO
Com este lançamento posso dizer que a Square acertou em cheio, pois não só ganhamos um ótimo remake, mas também uma excelente continuação e muitos extras. Alguns elementos inseridos na história na versão de DS fazem uma falta aqui, mas não vai ser ruim aproveitar tudo que esse game tem a oferecer. Se você tem um PSP e é fã de Final Fantasy este game deve estar na sua coleção. Eu pessoalmente esperei muito por esse remake depois de ter visto o anúncio, tanto que eu o considero a melhor versão de Final Fantasy IV, até melhor que a original de SNES (que muito fã nostálgico não abre mão).

DOWNLOADS
Final Fantasy IV Complete Collection (Japonês): DOWNLOAD
Final Fantasy IV: The Complete Collection (Inglês): DOWNLOAD

NOTA: Apesar de ter colocado os links pras duas versões a versão japonesa traz o idioma inglês normalmente pra que se jogue sem problemas.

OUTROS PORTS E REMAKES
Antes de encerrar vale a pena mostrar um pouco mais das outras versões de FFIV que foram lançadas pra outros consoles e portáteis durante os anos mas que não tiveram tanto destaque como as mencionadas acima. Então:

PLAYSTATION: O primeiro port, não um remake, foi em 1997 pro Playstation, este era praticamente o game original de SNES com adição de uma CG de abertura e a capacidade de dar Dash nas dungeons e cidades... Esta versão também é conhecida por ser uma das piores coisas que a Square fez por ter vários bugs e a mais feia CG criada pela empresa. Abaixo você confere o vídeo de abertura com essa CG...
WONDERSWAN COLOR: Lembra que eu falei dele no remake do Gameboy Advance? Então aqui sim tivemos o primeiro remake de FFIV, ele foi lançado em 2002 e traz muito da versão de GBA com ele, mas ficou restrita ao mercado japonês uma vez que o Wonderswan Color não foi vendido em escala global. Abaixo você confere uma foto do Wonderswan e um vídeo de gameplay desta versão:
Este era o Bandai Wonderswan Color...
MOBILE PHONES: FFIV também teve seu lançamento em telefones celulares japoneses em 2009 depois do lançamento de FFIV The After Years, também pra celulares japoneses. Os gráficos desta versão forma todos adaptados da continuação The After Years lançada um ano antes... Abaixo umas das poucas imagens que eu consegui desta versão...

O game lembra muito a versão de GBA e WSC mas com uma tela reduzida... Infelizmente não encontrei vídeos desta versão...













FATOS E CURIOSIDADES


  • Final Fantasy IV foi o primeiro game da franquia a usar o logo como estamos acostumados a ver com as letras alinhadas e um desenho atrás... E também foi o único que teve seu desenho de fundo do logo trocado na versão de NDS, iOS e Android.
  • FFIV também é um dos poucos games a ter uma continuação na série principal, e curiosamente apenas o primeiro game de FF de cada geração (exceto o primeiro game do NES) recebeu uma continuação ou side-story ou algum prequel... Ou seja, junto de FFIV (primeiro de SNES) temos FFVII (primeiro de PSX), FFX (primeiro de PS2) e FFXIII (primeiro de PS3).
  • FFIV também é o único game na franquia principal a trazer cinco personagens em combate ao invés dos tradicionais quatro ou três em alguns casos.... Outros games a trazer cinco personagens são a continuação The After Years e o game Final Fantasy Dimensions que foi lançado pra celulares e posteriormente pra smartphones.
  • Em FFIV também tivemos o primeiro tema estilizado dos Chocobos que acabou por se tornar um padrão dos games seguintes, aqui temos para os Black Chocobos (roxo no sprite kkkk) o Samba de Chocobo.
  • Sabe a música que toca nas salas dos cristais nesse game. Ela é conhecida como Prelude e está presente desde o primeiro Final Fantasy mas esta versão mais extendida também surgiu em FFIV.
  • Cecil e Rosa são o primeiro casal romantico de FF e Kain o primeiro ciumento....
  • Aliás Kain Highwind é um Dragoon que tem como arma uma lança e consegue pular bem alto, e Cid é um gênio em engenharia e mecânica que ama máquinas voadoras... Qualquer lembrança com um tal de Cid Highwind de FFVII é com certeza inspiração dos criadores.
  • E pra finalizar por aqui vou deixar um vídeo curioso sobre o bug da hierarquia de mapas de FFIV no SNES que produz resultados bem estranhos.
CONCLUSÃO GERAL
Esse post por falar de um dos games que mais ganharam remakes me tomou um bom tempo por ter que testar de novo algumas versões fora fazer algumas pesquisas em sites absurdos pra descobrir algumas coisas... Mas enfim... Eu mais que recomendo pra quem teve a coragem de ler tudo isso jogar alguma versão de Final Fantasy IV, se possível a original e depois algum remake afinal é um dos melhores FFs já produzidos, tanto que ganhou continuação e muitos remakes então vale a pena conferir. Ele pode não ser o mais bonito dos games da série devido a sua idade, mas o que ele conquistou foi por ter uma boa combinação de elementos pra sua época e cada um dos remakes trouxe algo novo a ele dando além da nostalgia uma nova experiência. Eu sinceramente amo este game e espero que muitos fãs do SNES, de RPGs e de Final Fantasy tenham alguma boa recordação dele, pois vale a pena ver o que um dia foi o responsável por tantas mudanças que até hoje são vistas nos games da franquia. Eu encerro por aqui este post e já anuncio que o próximo da série vai ser com um game com menos remakes pra não dar tanto trabalho kkkkkkkkkkkkkkkkkk então. Até a próxima o/.
Ajude o autor e curta essa postagem clicando em um ou mais dos botões de redes sociais abaixo e se possível se inscreva no nosso canal do Youtube.

12 comentários:

  1. Te falar, esse meu foi primeiro Final Fantasy que joguei na vida! Foi através desse FFIV que passei a admirar a série, muitos fanfarões foi a partir do FFVII, ahhh me polpe..
    Super Nintendo e seus eternos clássicos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu comecei pelo FFV que tinha trocado em um punhado de revistas de games com um amigo... Mas prefiro o IV por uma série de fatores.
      Esses fanboys de FFVII só fazem isso por ser modinha, mais da metade nem deve ter jogado o game até o fim...

      Mas é isso aê. SNES e seus maravilhosos clássico! o/

      Excluir
    2. Eu não lembro qual eu joguei primeiro, mas lembro que joguei todos fora de ordem mesmo e realmente o jogo é fantástico =)

      Excluir
  2. Excelente trabalho mano, já conhecia alguns desses remakes, mas ver tudo compilado assim e com tanta riqueza de informações é outra coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu queria ter colocado mais informações mas isso iria acabar parecendo uma Bíblia de Final Fantasy IV rsrsrs

      Excluir
  3. Mas que escrita filé! O primeiro Final Fantasy que eu tive contato foi o 6, depois eu segui pra frente até o 8... Eu tinha vontade de jogar o 9, mas do 9 voltar pra traz porque eu não gosto muito do que eu vejo nos posteriores...
    ;-p

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então eu vou recomendar fortemente você jogar o FFIV, pode ser o Advance não tem problema não jogar o original desde que você jogue...

      Excluir
  4. Matéria lixo, usou só termos em inglês sendo que já tem localizado oficialmente por aqui e ainda por cima teve pérolas como afirmar que o logo do jogo foi o único a ser trocado sendo que o do VI também foi nas versões Android e iOS.

    O visual dos personagens continua em SD como no game original, o que deu um ar meio infantil ao mesmo, pessoalmente eu não gostei muito disso, mas tudo bem.

    Eu adquiri tanto a versão de DS quanto a de Android, mas acabei por preferir a versão de DS, mesmo com gráficos e resolução muito inferior as versões pra smartphone esta versão tem mais extras. Mas mesmo assim ainda sou mais fã das versões 2D de FFIV justamente por achar que o game ficou sim mais infantil....

    Pra quem não apreciou a versão 3D do NDS e smartphones (tipo eu rs)


    Vá se fuder graficista virjão, personagens em SD são anos luz melhores que em sprites e em 3D como foi do VII em diante e nem fodendo a versão DS é melhor que a de Android/iOS pois não é em português, enfie esses extras no cu pois do que isso adianta se nem está na nossa língua?

    Eu pessoalmente esperei muito por esse remake depois de ter visto o anúncio, tanto que eu o considero a melhor versão de Final Fantasy IV, até melhor que a original de SNES (que muito fã nostálgico não abre mão).

    E ainda por cima é $onysta, como você é nojento depois dessa perdeu toda moral que tinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom vou te responder educadamente e sem ofensas já que sou uma pessoa civilizada.

      Pra começar eu não dependo de localização já que jogo diretamente em japonês e as localizações eram novidade até então nós smartphones. E como você deveria observar quando escrevi o texto (não a data de publicação) Final Fantasy VI ainda não tinha recebido o Remake pra dispositivos móveis portanto tecnicamente a arte do logo de Final Fantasy IV era a única a ter sido alterada.

      Sobre preferência eu acho que tenho direito de me expressar quanto ao tipo gráfico que me agrada mais em FFIV. Mas antes de você falar algo a mais saiba que FFVIII ainda é meu favorito e ele é em 3D vejam só... O fato de eu preferir este game em 2D se dá pelo tempo que eu passei com as versões originais dele e não por gosto gráfico. O que faz um bom game pra mim ainda é a jogabilidade.

      Sobre preferir a versão de DS entre as do Remake 3D eu já disse né que não dependo de localização pra jogar então isso não é ponto positivo na minha opinião. Sobre os extras bem... Eu realmente desejo alguma recompensa como artes do Yoshitaka Amano pra eu ver já que além de fã da franquia eu admiro muito a arte dele. E digo mais a dificuldade da versão de DS pra mim é maior o que me incentiva mais a jogar já que um bom desafio é sempre bom.

      Sobre o Remake pra PSP sim é meu favorito porque ele integrou o game à sua continuação e trouxe mais extras mas infelizmente é muito fácil. Mas não sou sonysta. Tenho consoles de diversas fabricantes e inclusive prefiro o DS ao PSP por um simples fator... Jogos muito mais legais....

      Não tire conclusões precipitadas ao ler um texto tanto tempo depois de ser publicado. Se tem algo legal ou informativo pra acrescentar diga educadamente que podemos discutir o assunto. Abraço.

      Excluir
    2. Kenshiro vai se tratar vc tem sérios problemas kkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  5. o link pra baixar o FF IV Advance(BR) ta errado ele vai pro FF VI Advance(BR)

    ResponderExcluir

*Se gostou do post comente, sua opinião é muito importante.
*Comentários com links ou palavrões serão excluídos.

 

Seguidores